Óleo essencial de cravo: 5 aplicações e benefícios - Arte da Cosmética

Óleo essencial de cravo: 5 aplicações e benefícios

 Óleo essencial de cravo apresentaremos neste artigo curiosidades sobre este óleo, 5 aplicações e beneficios.

Os óleos essenciais são uma excelente alternativa para aliviar a dor e proporcionar bem-estar. Este artigo é dedicado ao óleo essencial de cravo, que é reconhecido por seus benefícios no tratamento de várias condições físicas e emocionais.

Este óleo pode ser usado em várias situações:

1. Facilitar a respiração.

2. Revitalizar e fortalecer as energias. Ele é considerado o óleo da mudança.

3. Facilitar a eliminação de toxinas.

4. Ajuda a curar pequenas infecções de pele.

5. Manter uma boa saúde emocional durante o inverno, por exemplo.

O óleo essencial de cravo também pode ser utilizado em associação ao óleo essencial de lavanda para nutrir os fios do cabelo.

Se você não tiver o óleo essencial de lavanda, poderá utilizar o hidrolato desta planta também.

Algumas outras opções para o uso do cravo são:

O cravo é uma ótima opção também para um bom creme facial, que traz características que dão mais suavidade e maciez a pele.

Quais tipos que existem?

O nome cientifico da planta do cravo é o Eugenia caryophyllus. O óleo pode ser extraído tanto do botão (cravo botão), quanto da sua folha (cravo folha).

Suas aplicações se diferem, veja o infográfico abaixo:

Ressaltamos que tanto um tipo quanto o outro não devem ser utilizados por gestantes.

Acesse nosso site e confira o óleo essencial de cravo que trabalhos e os outros produtos!

www.artedacosmetica.com.br

Tudo o que você sempre quis saber sobre o óleo essencial de alecrim

Tudo o que você sempre quis saber sobre o óleo essencial de alecrim

Tudo o que você sempre quis saber sobre o óleo essencial de alecrim...

Ah o alecrim! Planta versátil, conhecida por aplicações na culinária e na área da beleza.

De nome cientifico Rosmarinus officinalis, tem seu óleo essencial extraído das folhas através da técnica de arraste a vapor.

Rico em compostos fenólicos antioxidantes é capaz de diminuir a  concentração de radicais livres e, assim, reduzir os danos na pele, prevenindo o aparecimento de rugas e manchas.

Estudos ainda apontam que seu óleo essencial pode ser indicado como antiinflamatório.

Também apresenta ação bactericida contra bactérias gram positivas e gram negativas.

Quando suas gotinhas são inaladas estimula o sistema nervoso, melhorando a memória, concentração e raciocino.

Para a aplicação em massagens, você pode utiliza-lo incorporado em bases de cremes neutros ou então em óleos vegetais como jojoba, amêndoas doces, oliva e gergelim.  

Crescimento capilar...

O óleo essencial de alecrim também estimula o crescimento capilar, isso porque como ele melhora a circulação local, facilita a distribuição dos nutrientes no folículo capilar.

Mas atenção: cuidar da dieta é primordial para a potencialização dos efeitos.

Uma receitinha bem legal que você fazer nestes casos é a seguinte:

  • 03 gotas óleo essencial de alecrim -
  • 03 colhes de sopa de óleo de jojoba ou óleo de rícino.
  • Misture bem. Reparta o cabelo em áreas e aplique o produto no couro cabeludo. Para a potencialização dos efeitos, massageie o couro cabeludo com uma escovinha de dente. Os resultados realmente são incríveis.

ATENÇÃO: PACIENTES GESTANTES E COM HIPERTENSÃO NÃO DEVEM FAZER O USO DO ÓLEO ESSENCIAL DE ALECRIM.

Em nossa loja online temos excelentes opções de óleos essenciais e óleos vegetais para que você possa incluir na sua rotina de cuidados diários.

Acesse o site: https://artedacosmetica.com.br/categoria-produto/faciais/oleos-essenciais-faciais/

E este é o conteúdo de hoje, se você gostou já curte. Não esquece de compartilhar ou salvar ele.

Beijo grande.

Óleos vegetais e óleos essenciais: diferenças - Arte da Cosmética

Óleos vegetais e óleos essenciais: diferenças importantes

 Diferenças entre óleos essenciais e óleos vegetais? A principio parecem a mesma coisa, mas existem diferenças que eu vou te contar neste artigo.

Embora o método de extração, tanto do óleo vegetal quanto do óleo essencial possam ser o mesmo, o "pulo do gato" está em selecionar a parte da planta para a retirada destas belezuras.

Por exemplo: geralmente os óleos vegetais são extraídos de sementes, enquanto que os óleos essenciais são extraídos de folhas e flores.

Os óleos essenciais, geralmente estão bem guardadinhos em pequenos bolsinhos dentro das folhas e flores. Também podemos chamar de glândulas.

As características físico-químicas também são diferentes...

As características físico químicas, por exemplo, também fazem com que estes dois grupos apresentem peculiaridades. Os óleos essenciais não são viscosos ou grudentos, possuem usos específicos e cheiros característicos, enquanto que os óleos vegetais, apresentam viscosidade e apresentando boa pegajosidade.

Referente ao odor, as bases oleosas não possuem cheiro tão acentuado,  quanto os óleos essenciais. Esta característica se dá ao tamanho da molécula, os óleos vegetais se apresentam em grandes moléculas (ácidos graxos) isso os torna excelentes alternativas para a participação na culinária, pois muitos são fontes de omega 3, por exemplo.

Os óleos vegetais podem servir de veículo para os óleos essenciais, isto é, alguns óleos essenciais apresentam um poder irritativo á pele se aplicado diretamente, isso faz com que o farmacêutico ou aromaterapeuta indique que você dissolva este óleo essencial em uma base, que no caso é um óleo vegetal.

O óleo essencial de hortelã-pimenta é um bom exemplo que precisa ser dissolvido em uma base oleosa, por exemplo.

Como registrar os óleos essenciais na ANVISA?

Na ANVISA, os óleos essenciais são enquadrados como cosméticos na categoria grau I como um extratos aromático, conforme a RDC 7/2015.

Em nossa loja online temos excelentes opções para que você possa incluir na sua rotina de cuidados diários. Acesse: https://artedacosmetica.com.br/categoria-produto/faciais/oleos-essenciais-faciais/

Se você gostou deste conteúdo, já comenta, curte e compartilha.

Até a próxima, beijo grande.

Por que o óleo essencial de lavanda é tão bom? - ARTE DA COSMÉTICA

Por que o óleo essencial de lavanda é tão bom?

Mas, afinal porque muitas pessoas adoram o óleo essencial de lavanda?

Podemos afirmar que o óleo essencial de lavanda é um coringa para muitas situações. A verdadeira lavanda - lavanda francesa, também denominada de Lavandula augustifólia pode ser utilizada em várias situações

A lavanda na forma de óleo essencial  sempre foi muito utilizado na antiguidade na confecção de perfumes, aromas na Grécia antiga e no Egito.

Atualmente, estudos apontam que o óleo essencial desta planta, na aromaterapia, é muito utilizado como ansiolitico, pois proporciona efeitos relaxantes no sistema nervoso central.

Ao sentirmos o aroma, acionamos o nervo olfativo que aciona o mesencéfalo, conferindo assim uma ação calmante

Mas, quais seus efeitos quando aplicado na pele?

Bom, podemos elencar 3 efeitos deste óleo essencial na pele;

  1. Ação calmante - peles irritadiças ou até mesmo com dermatites podem utilizar o óleo essencial de lavanda, pois estudos apresentaram um efeito calmante nestes casos.
  2. Estimulador da cicatrização: sim, o óleo essencial de lavanda tem a capacidade de estimular os agentes envolvidos na cicatrização dos tecidos, portanto, peles acneicas ou com microferidas podem utilizar o óleo essencial de lavanda.
  3. Ação antiinflamatória: este óleo também apresenta atividade antiinflamatória em peles alteradas.

E é claro, não tem como deixar de fora, os benefícios quando aplicado no couro cabeludo/cabelo.

  1. Efeito sobre a dermatite seborreia promovendo efeito calmante do couro cabeludo e consequentemente a diminuição da queda de cabelo.
  2. Quando associado a mascaras capilares promove brilho extremo ao cabelo, além de melhorar o balanço dos fios.

Os benefícios não param por aí, ainda é possível verificar efeitos positivos sob a cólica de bebês, bem como no controle dos sintomas da TPM.  Abordaremos estes assuntos nos próximos artigos.

Os benefícios são realmente fantásticos e compensa muito incluir a lavanda em nossos cuidados.

E este é o conteúdo de hoje, não esquece de curtir este vídeo e compartilhar também.

Siga a gente em nossas redes sociais - nosso Instagram está de perfil novo agora é @artedacosmetica2.

Acesse nossa loja online: www.artedacosmetica.com.br

Até a próxima, beijo grande.

Óleos essenciais para dor de cabeça e/ou enxaqueca - Arte da Cosmética

Óleos essenciais utilizados para dor de cabeça e/ou enxaqueca

Óleos essenciais utilizados para dor de cabeça e/ou enxaqueca

Se você sofre com dores de cabeça ou enxaqueca e gostaria de incluir os óleos essenciais em seu tratamento, acompanhe este artigo.  

Hoje vamos falar um pouquinho sobre as contribuições dos óleos essenciais  para quem sofre de dores de cabeça ou até mesmo enxaqueca.

A aromaterapia é a ciência que estuda estuda as ações dos óleos essenciais sobre o corpo humano e pode ser indicada para várias situações.

Mas, antes de conversarmos sobre os óleos essenciais, que tal diferenciarmos a dor de cabeça de enxaqueca?

Dor de cabeça X enxaqueca: depende da intensidade...

A dor de cabeça é uma dor que acomete toda a região da cabeça, sendo de fácil eliminação com o uso de analgésicos, por exemplo. Pode aparecer no final do dia e pode ser chamada de cefaleia tensional, ocasionada por um motivo especifico.

Já a enxaqueca é a versão mais grave da cefaleia e costuma ocorrer em apenas um lado da cabeça, em forma de dor pulsante. As crises, muitas vezes, são tão intensas que podem durar até 72h.

Muitas pessoas apresentam sensibilidade visual (chamada de fotofobia) e também auditiva (o barulho do som incomoda).

Utilizando os óleos essenciais...

Mas de quem forma os óleos essenciais podem ajudar nos quadros de dores de cabeça ou enxaqueca?

Óleos essenciais como a lavanda, hortelã pimenta, manjericão, limão siciliano podem te ajudar e muito no controle das dores.

Você pode aromatizar o ambiente através dos difusores de tomada ou então dos humidificadores de ambiente que aceitam óleos essenciais.

Para as dores de cabeças leves, tensionais provocadas pelo estresse experimente utilizar o óleo essencial de lavanda e o limão siciliano.

Para as fortes dores provocadas pela enxaqueca procure utilizar o óleo essencial de hortelã pimenta e e o manjericão.

Preparando os óleos para uso...

Para dores de cabeça tensionais: lavanda, limão siciliano.

Para enxaqueca: hortelã-pimenta e manjericão

- No aromatizador de tomada: * Adicione 01 medida de água (utilize 01 colher de café) juntamente com 5 gotas do óleo essencial de sua preferencia. * Conecte na tomada e sinta o aroma.

- No umidificador próprio para óleos essenciais: * Adicione a medida estabelecida de água, conforme o manual do aparelho. * Goteje aproximadamente de 5 a 10 gotas do óleo essencial. * Aprecie o aroma.

O uso da aromaterapia nas dores apresenta muito resultado, mas é claro: jamais substitua ou descontinue seu tratamento médico por conta própria. Informe o profissional que lhe acompanha sobre a inserção de qualquer conduta para o controle das dores.

Até a próxima - Beijo grande

Limpeza facial com óleo vegetal - ARTE DA COSMÉTICA

Você já ouviu falar em limpeza facial com óleo vegetal?

Embora pareça um questionamento estranho, você não leu errado:  limpeza facial com óleo vegetal e nós vamos lhe explicar tudinho.

O nome deste procedimento se chama oil cleasing e realmente é um sucesso. O procedimento consiste em limpar o rosto com um óleo vegetal leve.

Geralmente, quando falamos em óleo vegetal, o primeiro exemplo que pensamos é o óleo de coco.

Embora ele seja um óleo saudável, precisamos tomar cuidado com ele, pois algumas peles podem não reagir de forma legal (é possível aumentar o número de cravos em peles oleosas).

Mas não se preocupe, nós já falamos do óleo de coco aqui no blog. É só conferir clicando neste link.

Mas vamos voltar: você pode limpar a pele com o óleo mais adequado, contudo existem três óleos que você aproveitar, são eles:

  • óleo de abacate;
  • óleo de rícino;
  • Cera líquida (óleo) de jojoba;

Apesar do óleo de rícino ser bem indicado para este procedimento, eu escolhi o óleo de jojoba para a minha limpeza facial com óleo vegetal, pois não gosto do cheiro do óleo de rícino.

Alias, o óleo de rícino é um excelente antiinflamatório assim como o óleo de abacate.

O procedimento da limpeza facial com óleo vegetal é bem simples...

 

Primeiro você deve higienizar bem suas mãos, pois você precisará delas para fazer a massagem de limpeza.

Depois, você deve aplicar de 05 a 10 gotas do óleo puro de jojoba ou então utilizar uma colher de café para a medida.

Aplique no rosto todo realizando movimentos circulares e lentos.

Após uns 2 minutinhos, enxágüe bem o rosto e seque ou com uma toalha ou um papel suave.

E está prontinho.. sua pele está totalmente desintoxicada, livre de cravinhos e macia.

Vamos fazer?

O óleo de jojoba puro você pode encontrar em nossa loja, acesse: https://artedacosmetica.com.br/produto/oleo-vegetal-puro-de-jojoba/

Acesse: www.artedacosmetica.com.br e confira nossos produtos.

 

Você sabe o que significa a sigla FPS? ARTE DA COSMÉTICA

Significado da sigla FPS e sua importância

Significado da sigla FPS e sua importância 

Todo protetor solar traz em sua rotulagem frontal um número. Este número é muito importante, pois indica a proteção representa para a pele, conforme o tempo de exposição solar.

O significado da sigla FPS é Fator de Proteção Solar. Ele determina a eficácia do produto para os raios UVB (aquele que deixa a pele vermelha quando ficamos ao sol).

E porque ele vem acompanhado de números 15, 30, 60?? O que significa isso?

O número do FPS indica o quanto tempo podemos ficar expostos aos raios solares sem virarmos um pimentão.

Por exemplo: supondo que a pele demore 5 minutos para sofrer com os efeitos do sol, se a pessoa usar um protetor solar FPS 30, isso significa que ela consegue ficar 30x mais do que o período de 5 minutos no sol, ou seja, 150 minutos.

Em caso de mergulhos excessivos ou muito tempo banhando-se o tempo de reaplicação do protetor solar deve diminuir, ou seja, se o produto orienta a reaplicação a cada 4 horas, em caso de banhos, você pode reaplicar a cada 2 horas, por exemplo.

Entretanto, estes valores representam a expressão para os raios UVB. Os valores para os raios UVA são expressos em PPD, ou seja, quanto maior o PPD maior é a proteção contra esse raio.

Pessoas portadoras de manchas no rosto (melasma), por exemplo, precisam utilizar protetores solares do tipo físico e com alto valor de PPD, uma vez que a expressão e intensidade das manchas pioram com a exposição solar excessiva.

Você compreendeu por qual motivo devemos repor de tempos em tempos o protetor solar?

Não esqueça de utilizar o protetor solar em todas as situações. Evite o aparecimento de doenças de pele, como o câncer.

Acesse nosso e-commerce e confira nossos produtos e promoções.

Instagram: @artedacosmetica

 

óleo de coco é mocinho ou vilão?

Óleo de coco é mocinho ou vilão?

Você acha que o óleo de coco é mocinho ou vilão?

Embora haja benefícios do óleo de coco para pele, cabelos e alimentação, o que se deve levar em conta é muita cautela quanto ao seu uso, pois em alguns casos, como por exemplo na pele, pode ocorrer o aumento de oleosidade, se não for utilizado na quantidade ideal.

Portanto, a minha resposta sempre será depende.

Existem pessoas que exageram na quantidade, bem como na sua frequência. Todos os dias utilizam o produto, seja na pele ou cabelos. Embora não haja nenhum pecado nisto, porém evite usar o produto em cabelos grossos, pois o óleo de coco pode deixar ainda mais espesso e difícil de domar.

Neste exemplo ele passa a ser o vilão, compreende?

O óleo de coco é rico em gorduras e também em vitamina E. Nos fios ressecados o óleo de coco forma uma película lubrificante evitando a saída de água.

Oleo de coco como protetor solar?

Evite seu uso como protetor solar, pois ele não apresenta nenhum estudo de segurança e eficácia para este fim. Existem pessoas que substituem o protetor solar (com teste de segurança e eficácia comprovado) pelo óleo de coco com a promessa de proteção contra os raios UVA/UVB. Não faça isso. Jamais troque seu protetor solar por óleo de coco.

Atenção peles oleosas

Embora, peles oleosas precisem de hidratação, assim como as outras, se você tem esse tipo de pele evite aplicar óleo de coco. Existem estudos indicando que o produto em peles oleosas causa o entupimento dos poros, piorando ainda mais os quadros de espinha (acne) já instalados.

Existe um produto ideal para cada tipo de pele, seja ele óleo vegetal puro ou óleo incluso em uma formulação cosmética.

E você? Ainda acha que o óleo de coco é mocinho ou vilão?

Acesse nosso e-commerce e confira nossos produtos.

 

Saúde feminina e os esmaltes do bem - ARTE DA COSMÉTICA

Esmaltes do bem: faz bem para a saúde e para o meio ambiente.

Esmaltes do bem: faz bem para saúde e para o meio ambiente.

Hoje, vamos conversar sobre esmaltes.

Uma expressão que sempre ouço é a seguinte: "uma mulher com as unhas feitas não quer guerra com ninguém".

E isto é muito verdade, embora seja necessário saber quais os impactos para nossa saúde os esmaltes que escolhemos podem trazer a curto e a longo prazo.

Esmalte é um produto coringa utilizado pelas mulheres. Faz parte do embelezamento feminino. Unhas bem cuidadas e esmaltadas é sinônimo de auto cuidado.

Mas quais impactos nossos esmaltes tradicionais causam?

Em 2018 a revista Vogue apresentou um estudo realizado por uma universidade americana sobre a quantidade de substâncias que existem dentro de um vidro de esmalte. Pasmem, mas chegamos a marca de aproximadamente 50 tipos de substâncias químicas num único frasco.

E o detalhe é que mesmo após 2h de aplicação do produto, o estudo demonstrou a presença de algumas substâncias tóxicas na corrente sanguínea.

Ou seja, linda por fora e completamente intoxicada por dentro.

Por que chamam de trio tóxico...

A formulação de um esmalte leva diferentes substâncias. No caso dos esmaltes tradicionais, encontramos o chamado "trio tóxico", são eles: formol, tolueno e o DBP.

O formol é cancerígeno, ou seja, contribui para o aparecimento do câncer.

Já o o tolueno é responsável por irritações de contato no nariz e pele e provocar tonturas.

E por fim, o DBP pode interferir no sistema hormonal de mulheres.

Muitos clientes nos procuram relatando alergias nos olhos, como: coceiras, inchaço, lágrimas excessivas, após a esmaltação das unhas. Esses eventos acontecem quando o cliente possui sensibilidade aos componentes da fórmula do esmalte.

É verdade que minha unha respira?

A unha é composta de queratina. Uma proteína sólida impermeável.

Algumas substâncias como o DBP podem atravessar a unha e serem encontrados na corrente sanguínea, portanto a passagem de algumas substâncias dependem da sua característica química e afinidade com a proteína.

Atualmente, existem no mercado esmaltes denominados "livres"adicionados de um numeral, por exemplo: "3 livre".

Quanto maior o número, menor é a quantidade de ingredientes tóxicos o esmalte possui e assim, mais seguro e e menos alérgico é para a saúde.

Desta forma, recebem a denominação "esmaltes do bem".

Fazendo bem para saúde feminina e bem para o meio ambiente.

Acesse nossa loja online e confira os esmaltes do bem que trabalhamos.

 

Semente de gergelim

Óleo de gergelim e suas aplicações cosméticas

Você sabia que o óleo de gergelim tem muitas aplicações cosméticas?

Mas, antes de falarmos sobre suas propriedades, vamos apresenta-lo.

O óleo de gergelim é um produto extraído das sementes da planta Sesamum indicum. As sementes desta planta são prensadas a frio e ali ocorre o processo de extração do óleo.

Encontramos neste óleo algumas vitaminas e minerais, sendo elas: vitamina A, E, B1, B2 e B3.

Já os minerais encontrados foram zinco e magnésio.

Tanto o zinco quanto o magnésio contribuem para as funções metabólicas das células, ou seja, o funcionamento de uma célula depende muito da disponibilidade dos minerais zinco e magnésio.

A presença da vitamina E, torna este óleo um excelente antioxidante, ou seja, sua probabilidade de rançar é bem menor, quando comparado ao óleo de linhaça, por exemplo.

Aplicações cosméticas

Aplicamos o óleo de gergelim nas seguintes formulações cosméticas: shampoo, condicionadores, máscaras capilares, óleos reparadores de ponta, entre outros.

Quando aplicado diretamente nos cabelos, melhora a saúde dos fio, por causa da ação das vitaminas. O cabelo se torna mais forte e mais brilhoso.

Estudos apontam que, a aplicação do óleo no couro cabeludo estimula o crescimento capilar, ou seja, você pode ter cabelos longos com o uso deste óleo puro.

Aplicado em procedimentos de massagem, este óleo melhora a dor. Em alguns estudos, evidenciou-se melhora nas dores dos braços e nas pernas.

Empresas que desenvolvem cosméticos, têm substituído os silicones e derivados de petróleo pelo óleo de gergelim nas fórmulas. O motivo é simples: óleos vegetais são mais nutritivos para pele e seus anexos.

Uso na culinária

Embora o óleo de gergelim seja muito utilizado em formulações cosmética, este produto também é utilizado na culinária.

Ao ingerido em saladas e pratos o óleo age positivamente sobre o sistema cardiovascular, principalmente na composição do colesterol bom (HDL), além disto seu efeito antioxidante também previne o envelhecimento celular.

Portanto, o óleo é um produto extremamente versátil e benéfico para sua saúde. Substitua hoje mesmo.

Acesse nossa loja online e confira as opções de produtos com este ingrediente maravilhoso!!