Posts

Tudo o que você sempre quis saber sobre o óleo essencial de alecrim

Tudo o que você sempre quis saber sobre o óleo essencial de alecrim

Tudo o que você sempre quis saber sobre o óleo essencial de alecrim...

Ah o alecrim! Planta versátil, conhecida por aplicações na culinária e na área da beleza.

De nome cientifico Rosmarinus officinalis, tem seu óleo essencial extraído das folhas através da técnica de arraste a vapor.

Rico em compostos fenólicos antioxidantes é capaz de diminuir a  concentração de radicais livres e, assim, reduzir os danos na pele, prevenindo o aparecimento de rugas e manchas.

Estudos ainda apontam que seu óleo essencial pode ser indicado como antiinflamatório.

Também apresenta ação bactericida contra bactérias gram positivas e gram negativas.

Quando suas gotinhas são inaladas estimula o sistema nervoso, melhorando a memória, concentração e raciocino.

Para a aplicação em massagens, você pode utiliza-lo incorporado em bases de cremes neutros ou então em óleos vegetais como jojoba, amêndoas doces, oliva e gergelim.  

Crescimento capilar...

O óleo essencial de alecrim também estimula o crescimento capilar, isso porque como ele melhora a circulação local, facilita a distribuição dos nutrientes no folículo capilar.

Mas atenção: cuidar da dieta é primordial para a potencialização dos efeitos.

Uma receitinha bem legal que você fazer nestes casos é a seguinte:

  • 03 gotas óleo essencial de alecrim -
  • 03 colhes de sopa de óleo de jojoba ou óleo de rícino.
  • Misture bem. Reparta o cabelo em áreas e aplique o produto no couro cabeludo. Para a potencialização dos efeitos, massageie o couro cabeludo com uma escovinha de dente. Os resultados realmente são incríveis.

ATENÇÃO: PACIENTES GESTANTES E COM HIPERTENSÃO NÃO DEVEM FAZER O USO DO ÓLEO ESSENCIAL DE ALECRIM.

Em nossa loja online temos excelentes opções de óleos essenciais e óleos vegetais para que você possa incluir na sua rotina de cuidados diários.

Acesse o site: https://artedacosmetica.com.br/categoria-produto/faciais/oleos-essenciais-faciais/

E este é o conteúdo de hoje, se você gostou já curte. Não esquece de compartilhar ou salvar ele.

Beijo grande.

Óleos vegetais e óleos essenciais: diferenças - Arte da Cosmética

Óleos vegetais e óleos essenciais: diferenças importantes

 Diferenças entre óleos essenciais e óleos vegetais? A principio parecem a mesma coisa, mas existem diferenças que eu vou te contar neste artigo.

Embora o método de extração, tanto do óleo vegetal quanto do óleo essencial possam ser o mesmo, o "pulo do gato" está em selecionar a parte da planta para a retirada destas belezuras.

Por exemplo: geralmente os óleos vegetais são extraídos de sementes, enquanto que os óleos essenciais são extraídos de folhas e flores.

Os óleos essenciais, geralmente estão bem guardadinhos em pequenos bolsinhos dentro das folhas e flores. Também podemos chamar de glândulas.

As características físico-químicas também são diferentes...

As características físico químicas, por exemplo, também fazem com que estes dois grupos apresentem peculiaridades. Os óleos essenciais não são viscosos ou grudentos, possuem usos específicos e cheiros característicos, enquanto que os óleos vegetais, apresentam viscosidade e apresentando boa pegajosidade.

Referente ao odor, as bases oleosas não possuem cheiro tão acentuado,  quanto os óleos essenciais. Esta característica se dá ao tamanho da molécula, os óleos vegetais se apresentam em grandes moléculas (ácidos graxos) isso os torna excelentes alternativas para a participação na culinária, pois muitos são fontes de omega 3, por exemplo.

Os óleos vegetais podem servir de veículo para os óleos essenciais, isto é, alguns óleos essenciais apresentam um poder irritativo á pele se aplicado diretamente, isso faz com que o farmacêutico ou aromaterapeuta indique que você dissolva este óleo essencial em uma base, que no caso é um óleo vegetal.

O óleo essencial de hortelã-pimenta é um bom exemplo que precisa ser dissolvido em uma base oleosa, por exemplo.

Como registrar os óleos essenciais na ANVISA?

Na ANVISA, os óleos essenciais são enquadrados como cosméticos na categoria grau I como um extratos aromático, conforme a RDC 7/2015.

Em nossa loja online temos excelentes opções para que você possa incluir na sua rotina de cuidados diários. Acesse: https://artedacosmetica.com.br/categoria-produto/faciais/oleos-essenciais-faciais/

Se você gostou deste conteúdo, já comenta, curte e compartilha.

Até a próxima, beijo grande.

Por que o óleo essencial de lavanda é tão bom? - ARTE DA COSMÉTICA

Por que o óleo essencial de lavanda é tão bom?

Mas, afinal porque muitas pessoas adoram o óleo essencial de lavanda?

Podemos afirmar que o óleo essencial de lavanda é um coringa para muitas situações. A verdadeira lavanda - lavanda francesa, também denominada de Lavandula augustifólia pode ser utilizada em várias situações

A lavanda na forma de óleo essencial  sempre foi muito utilizado na antiguidade na confecção de perfumes, aromas na Grécia antiga e no Egito.

Atualmente, estudos apontam que o óleo essencial desta planta, na aromaterapia, é muito utilizado como ansiolitico, pois proporciona efeitos relaxantes no sistema nervoso central.

Ao sentirmos o aroma, acionamos o nervo olfativo que aciona o mesencéfalo, conferindo assim uma ação calmante

Mas, quais seus efeitos quando aplicado na pele?

Bom, podemos elencar 3 efeitos deste óleo essencial na pele;

  1. Ação calmante - peles irritadiças ou até mesmo com dermatites podem utilizar o óleo essencial de lavanda, pois estudos apresentaram um efeito calmante nestes casos.
  2. Estimulador da cicatrização: sim, o óleo essencial de lavanda tem a capacidade de estimular os agentes envolvidos na cicatrização dos tecidos, portanto, peles acneicas ou com microferidas podem utilizar o óleo essencial de lavanda.
  3. Ação antiinflamatória: este óleo também apresenta atividade antiinflamatória em peles alteradas.

E é claro, não tem como deixar de fora, os benefícios quando aplicado no couro cabeludo/cabelo.

  1. Efeito sobre a dermatite seborreia promovendo efeito calmante do couro cabeludo e consequentemente a diminuição da queda de cabelo.
  2. Quando associado a mascaras capilares promove brilho extremo ao cabelo, além de melhorar o balanço dos fios.

Os benefícios não param por aí, ainda é possível verificar efeitos positivos sob a cólica de bebês, bem como no controle dos sintomas da TPM.  Abordaremos estes assuntos nos próximos artigos.

Os benefícios são realmente fantásticos e compensa muito incluir a lavanda em nossos cuidados.

E este é o conteúdo de hoje, não esquece de curtir este vídeo e compartilhar também.

Siga a gente em nossas redes sociais - nosso Instagram está de perfil novo agora é @artedacosmetica2.

Acesse nossa loja online: www.artedacosmetica.com.br

Até a próxima, beijo grande.